Mindset: A nova psicologia do sucesso, de Carol Dweck

Mindset: A nova psicologia do sucesso, de Carol Dweck

A crença tem poder. Não importa se é uma crença que temos de maneira consciente ou inconsciente. As crenças guiam os nossos pensamentos. Os nossos pensamentos guiam as nossas ações. As nossas ações guiam nossos resultados.

Algumas pessoas usam a mentalidade de crescimento,a crença de que as habilidades humanas podem ser adquiridas através de esforço. E é exatamente isso o que elas fazem todos os dias. Elas se esforçam para adquirir habilidades
e assim conseguem melhorar sempre. Quando algo não dá certo, em vez de usar a crença de que elas são incapazes, elas usam a crença de que estão aprendendo.

Outras pessoas usam a mentalidade fixa, a crença de que as habilidades humanas estão escritas em pedra. Elas usam a crença de que ou você é inteligente ou é burro. E quando algo não dá certo, isso significa que você fracassou e é burro. Esses são os dois tipos de pessoas no mundo: as pessoas com mentalidade fixa e as pessoas com mentalidade de crescimento. Você faz parte em qual dos dois grupos? Mentalidade fixa ou mentalidade de crescimento? A resposta depende de como foi a criação na sua família, a educação na sua escola, as experiências da sua vida.

No livro Mindset: a nova psicologia do sucesso, a psicóloga Carol Dweck  explica em detalhes as diferenças entre a mentalidade fixa e a mentalidade de crescimento. Mindset significa mentalidade. E você é plenamente capaz de adotar a mentalidade de crescimento para se tornar uma pessoa mais inteligente, bem sucedida e com capacidade para aprender praticamente tudo o que quiser.

No Resumo Arata Academy de hoje, vamos conhecer as diferenças entre as mentalidades fixa e de crescimento, identificar em qual grupo você se encaixa e mostrar passo a passo como você pode adotar de vez uma mentalidade de
sucesso. O seu mindset molda a sua vida. Você só é capaz de se desenvolver quando adota a mentalidade de crescimento.

A genética determina quase tudo no corpo, como a cor dos seus olhos por exemplo. E não há muito o que podemos fazer paramudar essas características que nasceram com você. Mas quando o assunto são as características
intelectuais ou habilidades corporais, a história é diferente. Hoje existe quase um consenso entre os cientistas
de que não basta nascer com uma suposta predisposição genética em habilidades. Apenas seus genes não são suficientes para resolver problemas matemáticos complexos, competir em esportes em alto nível ou tocar violino em uma orquestra famosa.

Ninguém nasce com um dom para ter habilidades de um profissional fora de série. Todas essas capacidades só podem ser alcançadas com milhares de horas dedicadas a aprender, praticar e crescer. O problema é que existem muitas pessoas que não acreditam nisso. E o fato de não acreditarem nessa possibilidade de desenvolvimento impede que essas pessoas se desenvolvam. É como se fosse uma profecia autorrealizável: como a pessoa acredita que não pode crescer, ela realmente não cresce. É por isso que a sua mentalidade determina a crença em poder desenvolver certa habilidade.

Se você usa uma mentalidade fixa, então acredita que nasceu com um certo nível de inteligência, com uma certa capacidade, com um certo dom ou falta de talento para fazer algumas coisas. Se a pessoa com mentalidade fixa acredita que não nasceu com esse dom, então ela não pode desenvolver essas habilidades.

As pessoas com mentalidade de crescimento pensam diferente. Elas acreditam que podem desenvolver qualquer habilidade, desde que se esforcem e tentem o suficiente, para ir melhorando sempre. Para saber se você está usando mentalidade fixa ou de crescimento, observe como você reage às oportunidades de desenvolvimento.

Agora que você entendeu o que é mentalidade fixa e o que é mentalidade de crescimento, qual dessas mentalidades é predominante na sua vida? Para responder isso, a melhor maneira é observar como você reage às oportunidades de desenvolvimento e aprendizado que aparecem na sua vida. As pessoas com mentalidade fixa costumam reagir às oportunidades de desenvolvimento dizendo para elas mesmas frases como: Eu já sei tudo que preciso Eu não nasci com esse dom. Eu não sou bom nisso. Se for difícil, eu desisto. Eu não tenho tempo. Isso eu já sei.

Essas frases vêm à mente porque a pessoa de mentalidade fixa acredita muito no talento, acredita muito que as pessoas são naturalmente boas ou ruins em determinadas habilidades e que vão permanecer assim pelo resto da
vida. Já as pessoas com mentalidade de crescimento reagem às mesmas oportunidades de desenvolvimento com frases como: Eu gosto de aprender Eu posso aprender qualquer coisa, desde que me esforce o bastante. Se eu errar, tento de novo. Eu adoro novos desafios. Eu dou um jeito. Isso não significa que pessoas com mentalidade
de crescimento podem fazer QUALQUER coisa. .

claro que existem predisposições para certas pessoas exercerem algumas habilidades. Por exemplo, uma pessoa com um metro e meio de altura e asma pode se esforçar quanto quiser que nunca vai conseguir jogar basquete como Michael Jordan. Mas o ponto é que as pessoas com mentalidade de crescimento não ficam se comparando com outras pessoas.

Essa comparação é improdutiva, não leva a nada. Em vez de ficar buscando aprovação dos outros, o que as pessoas com mentalidade de crescimento fazem? Elas compreendem as restrições do seu contexto de vida e se comparam apenas com elas mesmas. Apesar daquela pessoa baixinha com asma não poder jogar melhor que o Michael Jordan, ela pode melhorar no basquete se ela treinar o bastante. E assim ela vai ser melhor hoje do que era
ontem.

E amanhã vai ser melhor. Esta é a comparação com ela mesma. Essa sim é uma comparação produtiva. Pessoas com mentalidade fixa buscam aprovação. Pessoas com mentalidade de crescimento buscam melhoria contínua. Quando uma pessoa tem a mentalidade de crescimento, praticamente não existem limites para o que ela pode aprender dentro do seu contexto devida.

Quando essa pessoa encara um problema, ela abraça o problema e dá o melhor de si para aprender mais e se tornar maior do que aquele problema. Ela até mesmo passa a amar os problemas, pois reconhece que quanto mais problemas ela resolve, mais ela cresce.

A mentalidade de crescimento faz com que você entenda que é somente com a prática que você consegue se desenvolver. Isso vale para desenvolvimento pessoal, para habilidades artísticas ou esportivas e também para capacidades profissionais.

É só praticando muito, o que inclui errar muito, que esse tipo de crescimento é possível. O que essas pessoas no fundo procuram é o crescimento contínuo. Elas estão a todo tempo se desafiando para aprender coisas novas, para aumentar a própria inteligência, para adquirir hoje habilidades que não tinham ontem. Por outro lado, as pessoas com mentalidade fixa estão sempre procurando aprovação dos outros.

Estão mais preocupadas com a própria imagem. E por isso só se arriscam a fazer o que já sabem fazer ou o que acreditam que nasceram com talento para fazer. Assim, as pessoas de mentalidade fixa estão sempre presas ao que se costuma chamar de zona de conforto, mas que na verdade poderia se chamar zona de estagnação. Por que quando você não se arrisca a fazer nada de novo, você fica simplesmente estagnado em um patamar.

E assim não evolui na carreira, não consegue salários mais altos, não enfrenta desafios que te fazem sentir vivo. Pessoas com mentalidade fixa enxergam fracassos como desastres. Pessoas com mentalidade de crescimento enxergam fracassos como oportunidades.

Uma das maiores diferenças entre as pessoas de mentalidade fixa e de crescimento está na maneira como elas enxergam o fracasso. Para as pessoas de mentalidade fixa, o fracasso tem que ser evitado a todo custo. Elas não acreditam em aprender com os próprios erros, em se desenvolver.

É por isso que muitas vezes um único fracasso determina o fim da tentativa de essa pessoa aprender alguma coisa. Por exemplo, pense em uma pessoa com mentalidade fixa que se arrisca a abrir um canal no YouTube. Ela grava um, dois ou três vídeos e coloca no ar. Mas os vídeos recebem poucas visualizações e todos os comentários que aparecem são negativos. Por causa das críticas, a pessoa de mentalidade fixa considera a experiência um fracasso e simplesmente desiste do canal.

Apaga os vídeos e nunca mais tenta novamente. Mesmo se essa pessoa tivesse sucesso com os primeiros vídeos, ela provavelmente desistiria do canal quando algum dia um dos vídeos fracassasse e fosse duramente criticado. Um único fracasso seria capaz de apagar todo o sucesso anterior. Agora vamos pensar no mesmo exemplo, só que do ponto de vista da mentalidade de crescimento. Nesse caso, a pessoa enxerga o desafio de criar um canal no YouTube como um processo de melhoria contínua.

Se os primeiros vídeos receberem comentários negativos, ela vai observar esses erros e tentar fazer um pouquinho melhor da próxima vez. Em vez de ficar chateada com os comentários negativos, a pessoa com mentalidade de crescimento agradece que outras pessoas usaram o tempo delas para dar um feedback sobre o trabalho realizado. E vai usar de forma inteligente esse feedback para desenvolver ainda mais a habilidade de gravar, editar e publicar vídeos.

Resumindo: pessoas com mentalidade fixa enxergam o fracasso como um verdadeiro desastre. Já as pessoas com mentalidade de crescimento enxergam o fracasso como uma oportunidade de melhorar ainda mais. Pessoas com mentalidade fixa evitam dificuldades. Pessoas com mentalidade de crescimento amam seus problemas. Uma das consequências de enxergar o fracasso como um desastre é a mania de querer evitar dificuldades a todo custo.

Existe uma crença no poder do talento natural. E essa crença faz com que as pessoas de mentalidade fixa acreditem que não deveria ser necessário fazer muito esforço. Essa crença faz pensar que se você tem que se esforçar, isso significa que você não tem talento. Porém, boa parte das conquistas da vida só podem ser obtidas com muito esforço.

No episódio 217 da série Oi! Seiiti Arata  nós falamos sobre A Regra das Dez Mil Horas. Essa regra veio de estudos que mostraram que pessoas fora de série em habilidades como tocar violino, competir no xadrez ou jogar basquete treinaram cerca de dez mil horas ao longo de muitos anos para chegar a esse nível de habilidade. Ou seja, o talento é supervalorizado.

Carol Dweck dá o exemplo de Michael Jordan. Embora hoje ele seja considerado um dos maiores jogadores de basquete de todos os tempos, Jordan não era o melhor no início de carreira. Ele não foi a primeira opção dos maiores
times e só ganhou seu primeiro título da NBA depois de sete anos. Outros jogadores tinham talento no mesmo nível
de Jordan, mas ele treinava mais e tinha uma mentalidade de crescimento mais forte do que os outros. Em sua carreira, ele treinou tanto os pontos fracos e fortes por milhares e milhares de horas.

A Regra das Dez Mil Horas é um exemplo perfeito de como funciona a mentalidade de crescimento. Em vez de evitar as dificuldades, pessoas com mentalidade de crescimento adoram um desafio. Muitas vezes, quanto mais dificuldades elas encontram, mais fortes elas se tornam para continuar tentando melhorar.

A sua mentalidade foi definida de acordo com a sua criação, a sua educação e as suas experiências de vida. Mas ela não é imutável. A sua mentalidade foi formada de acordo com a criação que você recebeu da sua família, com a educação que teve na escola e com as experiências que teve na sua vida. Todo bebê nasce com a mentalidade de crescimento.

Eles querem aprender e crescer o máximo possível a cada dia. Mas a criação dos pais tem papel determinante para definir se essa criança vai manter a mentalidade de crescimento ao longo da vida ou se ela vai adotar uma mentalidade fixa. Em geral, pais com mentalidade de crescimento criam filhos com mentalidade de crescimento. E pais com mentalidade fixa criam filhos com mentalidade fixa. Os pais com mentalidade de crescimento encorajam seus filhos para continuar sempre aprendendo.

Em vez de elogiar a inteligência, o talento ou outra característica fixa das crianças, esses pais elogiam o esforço que elas fizeram para realizar alguma coisa. Já os pais com mentalidade fixa estão sempre julgando o resultado final dos seus filhos. Eles estão sempre categorizando se algo que os filhos fizeram está certo ou errado, bom ou ruim, bonito ou feio.

Eles não elogiam o esforço de uma criança para fazer alguma coisa, mas sim o talento natural que os filhos têm para executar alguma habilidade. Essa mesma dinâmica se repete quando as crianças entram na escola. Professores com mentalidade de crescimento estimulam seus alunos a se esforçarem, lembrando que eles são capazes de aprender qualquer coisa com o esforço adequado.

Já professores com mentalidade fixa separam suas crianças entre bons alunos e maus alunos, acreditam que um mau aluno dificilmente vai conseguir se tornar um bom estudante. Por último, as suas próprias experiências de vida e trabalho ajudam a formar a sua mentalidade. Carol Dweck dá o exemplo do lendário empresário Jack Welch, que sempre conversava com os funcionários da General Electric para dar e receber feedback. Se você se deparou muitas vezes com histórias ou exemplos de crescimento, de conquista por meio do esforço, então isso vai impactar na sua mentalidade de crescimento.

Mas se você sempre teve experiências que te levaram a acreditar no predomínio do talento natural, é provável que você tenha uma mentalidade fixa. A boa notícia é que, independente da sua criação, educação ou experiência, você sempre pode mudar a sua mentalidade e adotar o mindset de crescimento.

Existe um universo de possibilidades para as pessoas com mentalidade de crescimento. E essas oportunidades estão disponíveis para você agora mesmo. Mesmo que você tenha sido educado por pais e professores com mentalidade fixa, você pode a qualquer momento mudar e adotar a mentalidade de crescimento. Qual é a melhor maneira para fazer essa mudança de mentalidade? Você pode encarar o próprio processo de mudança como a sua primeira experiência usando a mentalidade de crescimento.

É como se fosse um processo de meta aprendizado: você está aprendendo a adotar a mentalidade de crescimento usando a própria mentalidade de crescimento. Isso significa ter clareza de que você não vai mudar sua mentalidade do dia para a noite. Se você tem mentalidade fixa, ela foi formada durante anos de criação, educação e vivência. Por isso fazer a mudança leva tempo, persistência e com certeza vai ter alguns erros no meio do caminho.

Lembre-se de fazer uma comparação produtiva, ou seja, deve apenas comparar a sua mentalidade hoje com a que você tinha ontem. O seu cérebro pode ser treinado como se fosse um músculo. Quanto mais você treina a mentalidade de crescimento, mais forte ela fica.

Por exemplo, vamos imaginar que você está estudando um idioma estrangeiro e mesmo depois de passar horas estudando você continua se esquecendo de palavras essenciais do vocabulário. A primeira reação de uma mentalidade fixa é pensar: eu SOU ruim para aprender idiomas!

Quem está no processo de mudar de mentalidade deve observar essa reação, ter clareza de que isso é algo que uma mentalidade fixa pensaria e na mesma hora interpretar o esquecimento de uma outra forma, pensando: ops, a minha
estratégia de estudo não está boa. Eu vou usar uma estratégia diferente de estudo pois esta não está funcionando. Uma boa forma de treinar é copiar a forma como as pessoas de mentalidade de crescimento agem. Esteja sempre aberto ao aprendizado.

Acredite que o esforço é muito mais importante que o talento. Adote a ideia de uma melhoria contínua. Enxergue fracassos como oportunidades de desenvolvimento e busque ativamente enfrentar dificuldades, expandindo a sua zona de conforto. Isso não é tarefa fácil e vai exigir muito de você durante um bom tempo.

Mas a cada vez que você treinar, o seu cérebro vai se adaptar um pouco. Até que essa nova forma de pensar vai ser
algo natural para você e o seu modo padrão finalmente será a mentalidade de crescimento. Pessoas com mentalidade fixa não conseguem se desenvolver o tanto quanto poderiam porque valorizam demais a ideia de talento natural
e porque têm medo do fracasso.

Por outro lado, pessoas com mentalidade de crescimento acreditam que é possível fazer praticamente qualquer coisa com trabalho duro e persistência. Mesmo que você tenha sido educado com a mentalidade fixa, ainda assim é possível mudar o seu modo de pensar e adotar a mentalidade de crescimento.

Saiba mais sobre o livro MINDSET clicando AQUI

Poderá ver o vídeo no youtube Aqui

Você vai gostar também:

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.